Paulo Coelho: "Se você disseca 'Ulysses', dá um tuíte"

Escritor brasileiro abre polêmica ao dizer que o clássico 'Ulysses', de James Joyce, "é só estilo"; Stuart Kelly, do jornal britânico The Guardian, respondeu: "Uma mosca pode picar um cavalo, mas o cavalo continua a ser um cavalo, e a mosca não mais que uma mosca"

Paulo Coelho: "Se você disseca 'Ulysses', dá um tuíte"
Paulo Coelho: "Se você disseca 'Ulysses', dá um tuíte" (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Uma cutucada de Paulo Coelho à obra "Ulysses", do irlandês James Joyce, deixou o universo literário extremamente incomodado nesta semana. "Os autores hoje querem impressionar seus pares. Um dos livros que fez esse mal à humanidade foi 'Ulysses' [clássico do irlandês James Joyce], que é só estilo. Não tem nada ali. Se você disseca 'Ulysses', dá um tuíte", atacou o escritor brasileiro mais lido no mundo sobre a obra clássica da literatura mundial numa entrevista à Folha de S.Paulo na última segunda-feira.

A frase causou mais repercussão nesta quinta-feira, porém, quando um crítico literário do jornal britânico The Guardian rebateu a opinião de Coelho. Stuart Kelly desfere críticas ferozes num post iniciado com a frase do escritor inglês Samuel Johnson. "Uma mosca pode picar um cavalo, mas o cavalo continua a ser um cavalo, e a mosca não mais que uma mosca."

Para o britânico, insulto mesmo é a crença de Paulo Coelho "de que devemos ceder a suas limitações" artísticas. Kelly diz que o brasileiro tem liberdade para fazer suas críticas "burras", da mesma forma que ele tem autorização para considerar o trabalho do escritor um "caldo de egomania" e um "falso misticismo com o intelecto". Em sua opinião, apenas uma leitura superficial em "Ulysses" permite a opinião de que a obra "é apenas estilo".

Em seu perfil no Twitter, Paulo Coelho respondeu à crítica de Stuart Kelly. "Guardian diz que insultei leitores de Ulysses. E meus leitores, insultados todos estes anos?", publicou o autor. O escritor tem sua obra publicada em mais de 160 países e traduzida em 73 idiomas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email