CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Paulywood

O festival de cinema de Paulnia chega ao seu quinto ano de vida e se consolida como o mais importante polo cinematogrfico do Pas, com 30 filmes produzidos em cinco anos, entre eles sucessos como Chico Xavier e Tropa de Elite 2

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A pequena cidade de Paulínia, com seus 85 mil habitantes, deve receber nos próximos sete dias cerca de 15 mil pessoas, entre atores e atrizes, cineastas, produtores e muitos profissionais da área que vêm apresentar os novos filmes da safra brasileira que serão exibidos pela primeira vez ao público presente no evento. O festival chega a sua quarta edição consolidado como um dos polos da indústria cinematográfica nacional. Tudo cresceu, inclusive as premiações que dobraram o seu valor este ano (ficam entre R$ 250 mil e R$ 800 mil). Em 2008, com o desenvolvimento do Polo e os primeiros filmes sendo rodados na cidade, criou-se um espaço para o encontro e a troca de experiências entre agentes, produtores e diretores. Assim nasceu o primeiro Paulínia Festival de Cinema.

Em 2009, foram construídos cinco estúdios com escritórios, incluindo um estúdio de animação, para atender ainda melhor os produtores e diretores que vêm filmar em Paulínia. Assim, mais de um filme começou a ser rodado ao mesmo tempo. Foram 30 produção ao todo nestes anos, entre elas blockbusters nacionais como Chico Xavier e Tropa de Elite 2. Hoje a estrutura que abriga o festival gera centenas de empregos e movimenta milhões de reais na cidade. O Paulínia Festival de Cinema reúne em sua seleção alguns dos melhores filmes do ano. A abertura será com o aguardado “Corações Sujos”, adaptação de Vicente Amorim para o livro de Fernando Morais sobre os nipo-brasileiros que não acreditavam na derrota do Japão na Segunda Guerra, com Du Moscovis no elenco.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A competição inclui os novos filmes de Selton Mello como ator e diretor (“O Palhaço”, que tem ainda Paulo José); “Meu País”, primeiro longa de André Ristum, estrelado por Rodrigo Santoro, Débora Falabella e Cauã Reymond; “Onde Está a Felicidade?”, comédia de Carlos Alberto Riccelli com Bruna Lombardi; “A Febre do Rato”, novo filme do pernambucano Cláudio Assis, diretor de “Amarelo Manga”; “Os 3”, de Nando Olival, parceiro de Fernando Meirelles no filme “Domésticas”; e “Trabalhar Cansa”, de Marco Dutra e Juliana Rojas, selecionado para o Festival de Cannes.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO