Petra Costa diz que 'a democracia está em vertigem em todo o mundo, sob a pressão da direita'

Feliz com a indicação de Democracia em Vertigem para o Oscar, a cineasta brasileira Petra Costa comemorou com a família. Declarou que o filme sobre o golpe de Estado no Brasil foi o segundo documentário mais visto na plataforma de streaming da Netflix em 2019. "A democracia está em vertigem em todo o mundo, sob a pressão da direita", diz

Petra Costa 
Petra Costa 
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cineasta Petra Costa estava em Belo Horizonte na manhã desta segunda-feira (13) quando recebeu a notícia da indicação do seu filme Democracia em Vertigem para concorrer ao prêmio de melhor documentário. A cineasta comemorou com a família. 

“O trágico e o gratificante”, ela diz, “é que, ao mostrar o filme em campanha para o Oscar, em Los Angeles, Nova York e Londres, encontrei-me com hosts como Wim Wenders e Spike Lee e todos me diziam a mesma coisa: o público que se manifestou sobre o filme em todo o mundo. Essa história brasileira ganhou ressonância universal", declara ao Estado de S.Paulo

A cineasta afrma que "a democracia está em vertigem em todo o mundo, sob a pressão da direita. Sem estado de direito, sem o reconhecimento do direito do outro, a democracia está ameaçada". 

Ela conta que o cineasta Wim Wenders lhe agradeceu "por ter iluminado não só um momento da história do Brasil, mas da situação planetária.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247