Punk de esquerda?

Diretores e personagem de "As Faces do Mao" estarão na Live do Conde neste sábado. Conheça esse vocalista punk, professor de História e militante de esquerda

www.brasil247.com - José Rodrigues Mao Júnior
José Rodrigues Mao Júnior (Foto: Reprodução)


Por Carlos Alberto Mattos, 247 - Num pequeno palco, perante uma plateia ensandecida, um homem maduro e corpulento urra ao microfone a música Garoto Podre. Um corte seco e vemos esse mesmo homem comportadamente sentado numa cátedra universitária discorrendo sobre o modelo chinês de socialismo. Algumas sequências adiante, lá está ele falando a sindicalistas sobre solidariedade entre os trabalhadores. Afinal, quem é ou quantos são esses homens? Há duas formas de saber a resposta. Uma é aguardar o lançamento do documentário As Faces do Mao, exibido na recente Mostra de Cinema de Tiradentes. Outra, mais imediata, é assistir à Live do Conde neste sábado (12/2), às 22 horas. Junto com o titular Gustavo Conde, eu também vou ajudar a entrevistar Mao e os diretores do filme, Dellani Lima e Lucas Barbi. A conversa vai rolar no canal do Conde no link do Youtube lá embaixo e também nos canais da Rede TVT e do Grupo Prerrogativas.

Mas, enfim, quem é Mao?

Seu nome é José Rodrigues Mao Júnior, professor de História, militante sindical e vocalista da banda punk Garotos Podres, surgida no ABC paulista em 1982. Punk de esquerda, sim senhor, com muito orgulho. Depois de um racha por conta de divergências políticas, venceu a ala "maoísta", e hoje todos os componentes rezam pela mesma cartilha antifascista. Camisas de Lula Livre e bonés do MST integravam o figurino do grupo à época das filmagens.

Mao conjuga suas três faces de maneira descontraída e divertida. O filme de Dellani  e Lucas poderia ter ido mais fundo na investigação de como isso se dá na intimidade do personagem, mas de qualquer forma o perfil está delineado com boas linhas gerais. Ex-servidor público e filiado ao PT, doutor em História pela USP, Mao faz da música um grito contra a direita conservadora. Suas versões punk da Internacional, de Bella Ciao e de Grândola Vila Morena são impagáveis. As Faces do Mao nos aproxima de uma figura carismática e ao mesmo tempo muito desafetada. E abre uma janela sobre o punk do ABC, terreno onde o heavy metal e os metalúrgicos possuem algo em comum.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email