Randolfe Rodrigues: governo Bolsonaro editará MP para a Lei Paulo Gustavo

O senador da Rede-AP teve um encontro com os ministros Paulo Guedes (Economia) e Bruno Bianco (Advocacia-Geral da União)

www.brasil247.com - Randolfe Rodrigues, Planalto (onde fica a presidência da República) e o ator Paulo Gustavo, que faleceu em 2021
Randolfe Rodrigues, Planalto (onde fica a presidência da República) e o ator Paulo Gustavo, que faleceu em 2021 (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado | ABR)


247 - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou nesta terça-feira (29) que o governo de Jair Bolsonaro (PL) se comprometeu em aprovar a lei Paulo Gustavo nos próximos dias. De acordo com a proposta, estados e municípios receberão R$ 3,86 bilhões para  ajudarem o setor cultural a se recuperar da crise causada pela pandemia. As declarações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo

O parlamentar teve um encontro nesta terça com os ministros Paulo Guedes (Economia) e Bruno Bianco (Advocacia-Geral da União). "Isso resolve a questão para o próximo ano, que é a exigência da classe artística. O que estamos pedindo é a execução já de imediato da lei. Guedes e Bianco vieram com a disposição de construir um acordo. Não resta outra alternativa a isto", disse. 

>>> Lula diz que só indicará ministros depois que for diplomado

Segundo o deputado federal Túlio Gadêlha (Rede-PE), que também participou da reunião, o objetivo foi chegar a um entendimento para a execução orçamentária da lei. "É um absurdo dizer que não tem dinheiro para uma lei que foi aprovada em abril. Guedes apresentou algumas propostas. Ele compreendeu que essa é uma lei que tem a sua importância, que a cultura depende dessa lei, mas o governo ainda tem resistências", afirmou.

O nome da lei foi uma homenagem ao ator Paulo Gustavo, que morreu da Covid-19 no dia 4 de maio de 2021. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247