Rap no som, na tela e na estante

Renan Inqurito pega carona na popularizao da tecnologia e divulga sua arte nas mais diversas mdias

Rap no som, na tela e na estante
Rap no som, na tela e na estante (Foto: Monica Ogaya e Márcio Salata)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lucas Reginato _247 – Foi-se o tempo em que o alto preço de produção era uma barreira para que artistas do rap fossem impedidos de mostrar sua arte. Com a popularização da tecnologia, estúdios podem ser encontrados em todos os lugares, a gravação pode ser feita de forma rápida e cada vez mais rappers podem publicar suas canções na internet. Renan Inquérito, no entanto, foi além, e lançou ainda um clipe e, surpreendentemente, um livro para sua música Poucas Palavras.

Líder do Grupo Inquérito, o professor de geografia Renan escreveu a letra em homenagem à literatura contemporânea. “Se a história é nossa, deixa que nóis escreve”, afirma ele em um dos versos. Sérgio Vaz, o falecido Preto Ghóez, entre outros autores da literatura marginal, são reverenciados tanto na música quanto no clipe e no livro.

O vídeo foi dirigido por Vras 77, conhecido por improvisar na hora de produzir clipes para artistas do rap e do hip hop nacionais. O visual preto e branco passa efeitos interessantes por meio do contraste entre claro e escuro, e a fotografia de Márcio Salata faz referência a grandes artistas da cultura da periferia brasileira.

A grande novidade de Renan Inquérito, ainda, é o livro #poucaspalavras. A hashtag faz referência ao Twitter e aos tempos em que se deve dizer muito utilizando “poucas palavras”. Para tanto, Renan ainda recorre à poesia concreta, dando a seus versos um aspecto que não poderia ser transmitido em forma de rap.

Poucas Palavras é uma das faixas do CD “Mudança”, o terceiro na carreira do grupo, que já lançou “Mais loco que u barato” (2005) e “Um Segundo é Pouco” (2008). Como sinaliza o título que dá nome a seu álbum, o Grupo Inquérito quer mudar e expandir sua arte para todas as mídias que tiverem alcance.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email