CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Sônia Braga: “Ministro da Cultura ofendendo artistas é inadmissível”

Protagonista do filme Aquarius rebateu as críticas do ministro Marcelo Calero ao protesto do elenco em Cannes contra o impeachment no Brasil; "O senhor está nesse cargo para dialogar, para nos ajudar, para fazer a ponte com quem nos explora", afirmou Sônia em seu perfil no Facebook; atriz afirma que o ministro, de 33 anos de idade, não havia nascido quando artistas encamparam a luta por uma lei que regulasse a profissão; "Por isso, não deve ainda ter tido tempo de aprender sobre os nossos problemas e os nossos direitos"

Imagem Thumbnail
Protagonista do filme Aquarius rebateu as críticas do ministro Marcelo Calero ao protesto do elenco em Cannes contra o impeachment no Brasil; "O senhor está nesse cargo para dialogar, para nos ajudar, para fazer a ponte com quem nos explora", afirmou Sônia em seu perfil no Facebook; atriz afirma que o ministro, de 33 anos de idade, não havia nascido quando artistas encamparam a luta por uma lei que regulasse a profissão; "Por isso, não deve ainda ter tido tempo de aprender sobre os nossos problemas e os nossos direitos" (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A atriz Sônia Braga reagiu às críticas de Marcelo Calero ao protesto do elenco do filme Aquarius em Cannes. "O Ministro da Cultura ofendendo artistas é inadmissível. O senhor está nesse cargo para dialogar, para nos ajudar, para fazer a ponte com quem nos explora", afirmou Sônia em seu perfil no Facebook.

Ao programa do jornalista Jorge Bastos Moreno, Preto no Branco, Calero disse que a ação causa "prejuízos à reputação e à imagem do país", e classificou como "uma irresponsabilidade quase infantil" comparar o atual momento político do país com o do golpe de 1964.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Na mensagem, a atriz também rebateu o argumento de Calero de que o protesto seria "até um pouco totalitário, porque você quer pretender que aquela sua visão específica realmente cobre a imagem de um país inteiro". "Isso é desconhecimento do que significa plena democracia. Se estivéssemos falando em nome de todos não precisaríamos, evidentemente, fazer o ato. Uma coisa é certa: estamos juntos", diz o texto de Sônia.

O comunicado da atriz começa afirmando que será uma "aula de História para o senhor Marcelo Calero, 33 anos de idade". "Eu, só de profissão, tenho 50. Na época da Abertura, os artistas não tinham sequer uma lei que regulasse a profissão. Essa lei foi promulgada em 1978, depois de muita luta, da qual tive a honra de participar. Naquela época, acredito, o senhor Marcelo ainda não havia nascido. Por isso, não deve ainda ter tido tempo de aprender sobre os nossos problemas e os nossos direitos".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Por fim, Sônia lembra que Aquarius, dirigido por Kleber Mendonça Filho, foi um sucesso de crítica no 69º Festival de Cannes: "A propósito, as críticas para Aquarius foram fabulosas".

Leia a íntegra: 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO