Tom Zé rebate críticas no novo ‘Tribunal do Feicebuqui’

EP com cinco canções ácidas é lançado após o cantor ter se envolvido em uma polêmica: recebeu um turbilhão de críticas – principalmente nas redes sociais – por ter emprestado a voz para um comercial da Coca-Cola, patrocinadora oficial da Copa do Mundo; ouça a música que dá nome ao disco

EP com cinco canções ácidas é lançado após o cantor ter se envolvido em uma polêmica: recebeu um turbilhão de críticas – principalmente nas redes sociais – por ter emprestado a voz para um comercial da Coca-Cola, patrocinadora oficial da Copa do Mundo; ouça a música que dá nome ao disco
EP com cinco canções ácidas é lançado após o cantor ter se envolvido em uma polêmica: recebeu um turbilhão de críticas – principalmente nas redes sociais – por ter emprestado a voz para um comercial da Coca-Cola, patrocinadora oficial da Copa do Mundo; ouça a música que dá nome ao disco (Foto: Gisele Federicce)

247 – Típico de Tom Zé. O irreverente compositor baiano decidiu debater com o público e rebater as críticas das quais foi alvo em 2013 por meio de um disco. As letras das cinco ácidas canções de "Tribunal do Feicebuqui" são, em sua maior parte, uma resposta à polêmica que o cantor se envolveu em março de 2013. Ao emprestar sua voz a uma propaganda da Coca-Cola, patrocinadora oficial da Copa do Mundo, virou alvo de ataques, principalmente nas redes sociais.

Logo na faixa de abertura, o baiano ataca, com sarcasmo: "Vendido, vendido, vendido / a preço de banana / Já não olha mais para o samba / tá estudando propaganda". Depois, na faixa "Papa Francisco perdoa Tom Zé", canta: "Papa Francisco vem perdoar/ O tipo de pecado que acabaram de inventar/ O povo, querida, com pedras na mão/ Voltadas contra o imperialismo pagão". O disco já tinha sido lançado em seu site em formato digital, mas agora sai em compacto duplo, em vinil.

Bastante provocadora é a pergunta deixada pelo rapper Emicida, que junto com outros artistas, participa da nova obra de Tom Zé. "Que é que custava morrer de fome só para fazer música?". Baixe o disco aqui e confira a canção de abertura, que dá nome ao disco: 

Conheça a TV 247

Mais de Cultura

Ao vivo na TV 247 Youtube 247