Vocalista da banda Olho Seco apoia ataque terrorista ao Porta dos Fundos

Segundo o músico da clássica banda de punk Olho Seco, Fábio Znovar, os humoristas fazem “filminhos ridículos” porque “perderam a mamata da Lei Rouanet”

(Foto: Hedflow/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Hedflow - O vocalista da clássica banda de punk Olho Seco, Fábio Znovar, publicou um texto expressando apoio ao ataque terrorista que aconteceu à sede do canal Porta dos Fundos, na madrugada de 24 de Dezembro.

Segundo o músico, os humoristas fazem “filminhos ridículos” porque “perderam a mamata da Lei Rouanet”.

Ainda segundo Znovar, que chama os atores de “pseudo-humoristas”, o Porta dos Fundos recebia 7,5 milhões de reais para produzir conteúdos, e, por não ter mais esse tipo de incentivo “acham que fazer humor é no grito”.

Depois da repercussão negativa, o vocalista apagou a publicação feita em uma de suas redes sociais. Porém, muitas pessoas já tinham salvado o texto, como mostra o print abaixo:  

O Olho Seco é uma das bandas mais conhecidas do underground nacional. Fundada em 1980, na cidade de São Paulo, o grupo chegou a participar da primeira coletânea de bandas punks brasileiras, ‘Grito Suburbano‘, em 1982.

O grupo também fez participações em festivais do gênero, como: O Começo Do Fim Do Mundo (1982) e o Punk na Páscoa (2011). Recebeu ainda, em 1999, um tributo especial que acabou virando disco, com a participação de grandes nomes do cenário punk/hardcore nacional e internacional, como Cólera (Brasil), Força Macabra (Finlândia) e Crippe Bastards (Itália).

Até o momento desta publicação, o Olho Seco não emitiu nenhum pronunciamento oficial sobre o ocorrido.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247