A linha caiu?

Aes da TIM tm quedas sucessivas na Bovespa e o presidente no Brasil, Luca Luciani, investigado na Itlia por fraude

Siga o Brasil 247 no Google News

247 – Os papéis da TIM têm mais um dia de perdas no mercado de ações brasileiro. Uma resposta dos investidores ao recente anúncio de acordo com a seguradora Porto Seguro. As ações ordinárias da TIM foram as mais afetadas e acumulam perdas superiores a 5% nesta semana.

Segundo o comunicado divulgado na segunda-feira, a Porto Seguro vai iniciar a prestação de serviço móvel pessoal por meio de uma rede virtual e firmou o acordo com a TIM para o compartilhamento de infra-estrutura. A TIM ainda anunciou que já mantém conversas avançadas com outras potenciais operadoras virtuais. A previsão é que os serviços sejam lançados nos próximos meses, mas a Porto Seguro ainda não detalhou a estratégia ou os produtos que serão oferecidos.

Além das antipatia causada pela notícia da parceria, um escândalo abala ainda mais o desempenho das ações da TIM. O presidente da empresa no Brasil, Luca Luciani, está sendo investigado pela promotoria de Milão, na Itália, por suspeita de fraude, declarações falsas e obstrução regulatória.

O ex-executivo-chefe da Telecom Italia, Riccardo Ruggiero, também está sendo investigado. A Telecom Italia não se pronunciou sobre o assunto. Diversos diretores da empresa estão sendo investigados por fraude em faturas.

PUBLICIDADE

Luciani havia sido escolhido recentemente para chefiar as operações da Telecom Italia na América Latina, segundo um acordo de acionistas prestes a ser formalizado.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email