Agripino: Petrobras é usada para conter artificialmente a inflação

"Em que, no governo do PT, a Petrobras se transformou? Num instrumento de contenção da inflação, porque o preço dos combustíveis é operado, é manipulado de forma artificial", disse o senador do DEM

Agripino: Petrobras é usada para conter artificialmente a inflação
Agripino: Petrobras é usada para conter artificialmente a inflação (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Agência Senado- O senador José Agripino (DEM-RN) afirmou nesta segunda-feira (27) que o governo federal vem usando a Petrobras para conter a inflação de maneira artificial ao manipular o preço dos combustíveis.

O parlamentar lembrou que a Petrobras é uma empresa que tem como sócio majoritário a União, mas que também tem inúmeros sócios privados. Entretanto, lamentou Agripino, o governo conduz a maior empresa do país de maneira ideológica e política.

- Em que, no governo do PT, a Petrobras se transformou? Num instrumento de contenção da inflação, porque o preço dos combustíveis é operado, é manipulado de forma artificial – afirmou.

Agripino informou que projeções de técnicos do Banco Central e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro não deve ter ultrapassado 0,7% no primeiro semestre de 2012.

- Um dado negativo e que contraria completamente todas as projeções otimistas que o ministro da Fazenda e área econômica do governo vêm propalando como forma de animar, ainda de que de forma artificial, a economia e os investidores – disse.

Na opinião de Agripino, essas informações mostram a falta de planejamento do governo federal.

'Mensalão'

Agripino comemorou o andamento do julgamento do "mensalão" no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele comentou que os ministros Luiz Fux e Rosa Weber acompanharam o voto do relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, em favor da condenação da maioria dos réus.

- O 'mensalão' virou símbolo de impunidade, e tudo indica que, nos casos em análise, de empresários, de políticos, que, nesse momento, estão recebendo veredicto do Supremo Tribunal Federal, haverá condenação; e haverá punição, e se varrerá a impunidade, pelo menos, desses casos. Eu reputo essa uma boa notícia para a sociedade e para democracia brasileira – declarou.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247