Aliado de Temer reduz em R$ 12 bi arrecadação com dívidas fiscais

No Ministério da Fazenda, os estudos para a revisão da meta fiscal ganharam o apelido de “Emenda Newtinho”, em homenagem ao deputado mineiro Newton Cardoso Junior; aliado de Temer, o deputado de Minas Gerais foi o relator do projeto que concede até 99% de desconto para as empresas com dívidas com a Receita e a Previdência; antes de Newtinho aparecer, o governo esperava arrecadar R$ 13 bilhões dessas dívidas; agora, seria R$ 1 bilhão no máximo

Newton Cardoso Jr
Newton Cardoso Jr (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em um momento de desespero com a arrecadação federal em baixa, no Ministério da Fazenda, os estudos para a revisão da meta fiscal ganharam o apelido de “Emenda Newtinho”, em homenagem ao deputado mineiro Newton Cardoso Junior, filho de quem o nome sugere.

Como se sabe, o nobre deputado de Minas Gerais foi o relator do projeto que concede até 99% de desconto para as empresas com dívidas com a Receita e a Previdência. Antes de Newtinho aparecer, o governo esperava arrecadar R$ 13 bilhões dessas dívidas. Agora, seria R$ 1 bilhão no máximo.

As informações são da coluna de Ancelmo Gois em o Globo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247