Analistas mantêm projeções de inflação para este ano e 2013

Projeo para o IPCA ficou em 5,08%, este ano, e em 5,5%, em 2013

Analistas mantêm projeções de inflação para este ano e 2013
Analistas mantêm projeções de inflação para este ano e 2013 (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) mantiveram as estimativas para a inflação em 2012 e no próximo ano. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 5,08%, este ano, e em 5,5%, em 2013.

O IPCA é o índice escolhido pelo governo para acompanhar a meta de inflação, que tem como centro 4,5% e margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ou seja, as estimativas para o IPCA estão acima do centro da meta, mas abaixo do limite superior de 6,5%.

Cabe ao BC perseguir a meta de inflação. As alterações na taxa básica de juros, a Selic, são um dos instrumentos para calibrar os preços e influenciar a atividade econômica. Atualmente essa taxa está em 9% ao ano e assim deve permanecer em 2012, de acordo com a pesquisa feita pelo BC. No próximo ano, no entanto, para manter a inflação na meta, os analistas esperam que o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC aumente a Selic, que deve encerrar 2013 em 10% ao ano.

A pesquisa do BC também traz estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 4,36% para 4,34%, neste ano, e permanece em 4,85%, em 2013.

A expectativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu de 4,89% para 5,05% este ano, e continuou em 4,9%, em 2013. Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), a projeção subiu de 4,84% para 4,91%, em 2012, e permaneceu em 4,95%, no próximo ano. A estimativa dos analistas para os preços administrados foi mantida em 3,8%, este ano, e em 4,5%, em 2013.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email