Após morte de João Alberto, caem ações do Carrefour, que perde R$ 2,16 bilhões

As ações da empresa caíram 5,35% na Bolsa de Valores brasileira. O Carrefour ainda perdeu R$ 2,16 bilhões em valor de mercado

(Foto: Reuters/Regis Duvignau)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após o assassinato de João Aberto Freitas, homem negro de 40 anos espacando por dois seguranças em unidade do Carrefour em Porto Alegre, as ações da empresa caíram 5,35% na Bolsa de Valores brasileira. O Carrefour ainda perdeu R$ 2,16 bilhões em valor de mercado.

O grupo francês também teve queda de 2,2% nas ações na Bolsa de Valores de Paris.

No dia 19, véspera do Dia da Consciência Negra (20 de novembro), João Alberto foi assassinado por dois seguranças do mercado, causando protestos em várias do país. Em São Paulo, manifestantes atearam fogo em uma unidade do supermercado, indignados com o caso de racismo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247