CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Após pedido de Lula, Caixa suspende tarifa de Pix para pessoas jurídicas

Caixa afirma que a suspensão se dá para que os clientes tenham mais tempo de se adaptar à nova regra. Vale lembrar que outros bancos já cobram a taxa, que não afeta pessoas físicas

O presidente Lula (Foto: ABR)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Após o presidente Lula (PT) pedir que a Caixa Econômica Federal suspendesse a cobrança de tarifa para transferências via Pix em contas de pessoas jurídicas, o banco acatou a decisão nesta terça-feira (20), informa o portal g1.

Em nota, a Caixa afirma que a suspensão se dá para que os clientes tenham mais tempo de se adaptar à nova regra: "A medida visa ampliar o prazo para que os clientes possam se adequar e receber amplo esclarecimento do banco sobre o assunto, dada a proliferação de conteúdos inverídicos que geraram especulação. A decisão da Caixa de cobrar pelo serviço estava definida desde o ano passado e não foi executada devido à necessidade de adequação dos sistemas internos".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A cobrança passaria a valer a partir de 19 de julho e não afetaria pessoas físicas e Microempreendedores Individuais (MEIs). Vale lembrar que todos os outros bancos já cobram taxa sobre transferências Pix de contas de pessoas jurídicas e tal prática está em conformidade com a Resolução Nº 30/2020 do Banco Central do Brasil, de 22 e outubro de 2020. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO