Após ser alvo da operação Carne Fraca, BRF volta a exportar para a UE

O governo brasileiro liberou a produção e certificação sanitária de unidades de produção da BRF a retomar as exportações de aves do Brasil para a União Europeia, de acordo com despacho do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; ministério interrompeu temporariamente em meados de março a produção e certificação sanitária de 10 unidades da BRF que exportam do Brasil para a União Europeia, após a empresa ter sido alvo de uma nova fase da operação Carne Fraca da PF

Planta da processadora de carnes BRF em Lucas do Rio Verde, no Estado do Mato Grosso, Brasil 27/07/2017 REUTERS/Nacho Doce
Planta da processadora de carnes BRF em Lucas do Rio Verde, no Estado do Mato Grosso, Brasil 27/07/2017 REUTERS/Nacho Doce (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O governo brasileiro liberou a produção e certificação sanitária de unidades de produção da BRF a retomar as exportações de aves do Brasil para a União Europeia, de acordo com despacho do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgado nesta quarta-feira.

O ministério interrompeu temporariamente em meados de março a produção e certificação sanitária de 10 unidades da BRF que exportam do Brasil para a União Europeia, após a empresa ter sido alvo de uma nova fase da operação Carne Fraca da Polícia Federal.

Entre as unidades liberadas estão as fábricas em Concórdia, Chapecó e Nova Veneza, em Santa Catarina, Serafina Corrêa e Marau, no Rio Grande do Sul, Dourados (MS), Rio Verde (GO) e Francisco Beltrão (PR). A unidades de Nova Mutum (MT) e Capinzal (SC), que também tiveram as certificações suspensas em março, não aparecem na lista de unidades liberadas nesta quarta-feira.

A BRF não respondeu imediatamente pedidos de comentários.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247