Armando: aumentar comércio exterior é 'prioridade irrecusável'

Em conversa com empresários brasileiros nos EUA, onde a presidente Dilma Rousseff cumpriu agenda neste domingo, o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, disse que o aumento do comércio exterior é "prioridade irrecusável" para estimular o crescimento econômico no Brasil; "O Brasil vive um período de transição na sua economia e o reequilíbrio fiscal impõe, no curto prazo, uma certa retração da atividade econômica doméstica. É exatamente por isso que o canal do comércio exterior se apresenta como uma prioridade irrecusável"

Em conversa com empresários brasileiros nos EUA, onde a presidente Dilma Rousseff cumpriu agenda neste domingo, o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, disse que o aumento do comércio exterior é "prioridade irrecusável" para estimular o crescimento econômico no Brasil; "O Brasil vive um período de transição na sua economia e o reequilíbrio fiscal impõe, no curto prazo, uma certa retração da atividade econômica doméstica. É exatamente por isso que o canal do comércio exterior se apresenta como uma prioridade irrecusável"
Em conversa com empresários brasileiros nos EUA, onde a presidente Dilma Rousseff cumpriu agenda neste domingo, o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, disse que o aumento do comércio exterior é "prioridade irrecusável" para estimular o crescimento econômico no Brasil; "O Brasil vive um período de transição na sua economia e o reequilíbrio fiscal impõe, no curto prazo, uma certa retração da atividade econômica doméstica. É exatamente por isso que o canal do comércio exterior se apresenta como uma prioridade irrecusável" (Foto: Romulo Faro)

247 - Em conversa com empresários brasileiros em Nova York, nos EUA, onde a presidente Dilma Rousseff cumpriu agenda oficial neste domingo (28), o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, disse que o aumento do comércio exterior é "prioridade irrecusável" para estimular o crescimento econômico no Brasil.

"O Brasil vive um período de transição na sua economia e o reequilíbrio fiscal impõe, no curto prazo, uma certa retração da atividade econômica doméstica. É exatamente por isso que o canal do comércio exterior se apresenta como uma prioridade irrecusável."

Os executivos pediram à Dilma 'padronização' de normas entre os setores privados brasileiro e norte-americano, segundo Armando Monteiro.

Um acordo tratando do tema é uma das prioridades do governo durante a visita. O objetivo é aumentar as venda de produtos brasileiros em território americano, como forma de elevar a atividade econômica no país. "Há três vetores para que o Brasil retome o crescimento: investimentos, exportações e aumento da produtividade", disse o ministro.

O governo brasileiro tenta encontrar outras vias para facilitar e ampliar o comércio entre os dois países. Desde 2014, os Estados Unidos são o principal destino das exportações brasileiras de manufaturados.

Armando Monteiro disse, contudo, que o Brasil tem interesse em se integrar de forma mais efetiva à rede acordos internacionais existente hoje, mas que não há perspectiva de que isso ocorra no curto prazo. "É algo que se coloca no horizonte."

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247