Armínio Fraga diz ter medo de Bolsonaro e sinaliza voto em Lula no segundo turno

Economista liberal diz que gostaria de ver Bolsonaro "ficar para trás" e elogia Lula: "no início, fez um bom governo"

www.brasil247.com - Armínio Fraga e Lula
Armínio Fraga e Lula (Foto: World Economic Forum/Benedikt von Loebell | Ricardo Stuckert)


247 - Ex-presidente do Banco Central, o economista liberal, ligado ao PSDB, Armínio Fraga afirmou à Veja que gostaria de ver o governo Jair Bolsonaro (PL) "ficar para trás". Apesar de declarar voto em Simone Tebet (MDB) - que mostra péssimo desempenho nas pesquisas -, ele deixou em aberto a possibilidade de votar no ex-presidente Lula (PT) em um eventual segundo turno contra Bolsonaro.

"Este governo me assusta. Armar o povo, ignorar a ciência, o País meio que sair do planeta, de certa forma. Isso eu realmente gostaria de ver ficar para trás", declarou.

Armínio Fraga ainda condenou as declarações golpistas de Bolsonaro. "É um fator de incerteza muito grande e incerteza é paralisante. É normal os Poderes se desentenderem. Esses são os chamados pesos e contrapesos, eles existem para isso. Mas passamos longe do que seria esse equilíbrio, fomos para um Estado mais belicoso, onde as ameaças são crescentes e o desentendimento atinge níveis provavelmente nunca vistos".

Independentemente de quem assuma o governo, será necessária uma mudança profunda na política econômica e uma ampla reforma do Estado, diz ele.

Se Lula vencer a eleição e voltar ao poder, Fraga diz torcer pelo 'Lula.1'. "O PT, no início, teve um Lula com bom senso. Ele rasgou o programa do PT, jogou fora, fez um bom governo, até o Palocci ir embora. Aí começou uma mudança, que se radicalizou já na gestão Dilma (Rousseff), que foi também posta lá pelo governo anterior. O histórico completo me preocupa, porque eu vejo ali uma oportunidade única de desenvolver este país que foi perdida. Então, se o presidente Lula voltar com a cabeça do Lula.1, ótimo, tomara”. Caso contrário, argumenta o economista, "é certo que vai ser problema outra vez".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email