Armínio Fraga está cotado para substituir Strauss-Kahn

Ex-presidente do Banco Central cotado, junto com representantes de China, Rssia e Turquia, para substituir Dominique Strauss-Kahn no FMI

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lu Miranda_247 - O ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, atualmente presidente do conselho da BM&FBovespa e sócio da Gávea Investimentos, é um dos nomes cotados para substituir o diretor- geral do FMI, Fundo Monetário Internacional, após o escândalo sexual desta fim de semana, nos Estados Unidos. Além de Fraga, representantes da China, Rússia e Turquia estão entre os mais comentados do mercado financeiro. O economista Miguel Daoud comentou sobre os rumores e lembrou que, desde a criação do órgão em 1944, na cidade de Bretton Woods nos EUA, há um acordo de que a presidência do fundo deve sempre ser exercida por um europeu e a do Banco Mundial, por um americano. “Há uma impossibilidade de Gordon Brown assumir o cargo por não ter o apoio do atual primeiro ministro inglês. Então, comenta-se sobre nomes em outros países, inclusive emergentes como o Brasil”, afirma Daoud.

O economista lembra o momento delicado em que passam as bolsas com as dívidas em países da zona do euro e o efeito negativo de um escândalo envolvendo um grande dirigente. “Infelizmente, o mundo vive uma fase complicada com a Europa enfrentando sérios problemas com a crise de 2008 e o mercado aguardando saídas para esta situação vindas do FMI e do Banco Central Europeu para evitar uma piora deste cenário. Pelo menos, o euro que vinha sendo debilitado com o escândalo, voltou, e o fato não afetou muito a moeda européia”, afirma.

No entanto, as bolsas no velho continente fecharam com perdas, um pouco menores do que as registradas no período da manhã. Em Paris, o índice CAC-40 terminou em baixa de 0,72%. Em Frankfurt, o índice Xetra-DAX fechou em queda de 0,21%. Em Londres, o índice FT-100 fechou em baixa 0,04%.

Em Nova York, os índices apresentavam perdas, e no Brasil também. Por volta das 16h30, o Ibovespa caía 0,82% aos 62.719 pontos. O dólar comercial caía 0,37% a R$ 1,631.

Entre as maiores perdas, Cosan (CSAN3) com queda de 4,11%, Hypermarcas (HYPE3) em baixa de 4,09%, Minerva (MRVE3) com desvalorização de 3,78%, Cyrela (CYRE3) com queda de 3,63% e Rossi Residencial (RSID3) com perda de 3,29%.

Os maiores ganhos da bolsa estavam com LLX (LLXL3) em alta de 3,67%, Petrobras ON (PETR3) com ganho de 2,46%, Ultrapar (UGPA4) com valorização de 2,14%, Petrobras PN (PETR4) com ganho de 1,87 e Telemar (TNLP3) com alta de 1,86%.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email