As aventuras de Sarah em Wasteland

É o fim do mundo. Os profetas são Robert Zoellick e Christine Lagarde. Deu a louca no gerente, os americanos vão começar a comprar fiado a partir de segunda-feira e eu já montei minha tenda na varanda com a faixa “Armageddon August 2nd”.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

É o fim do mundo. Literalmente. Desta vez é sério, minha gente. Não tem previsão de Nostradamus, nem precisa – e o número de vezes que elas falharam advoga a meu favor. Os profetas são Robert Zoellick, do Banco Mundial, e Christine Lagarde, do FMI. Deu a louca no gerente, os americanos vão começar a comprar fiado a partir de segunda-feira e eu já montei minha tenda na varanda com a faixa “Armageddon August 2nd”.

Guarde seu dinheiro debaixo do colchão (ainda tem espaço embaixo do meu) e estoque os mantimentos básicos o quanto antes, que a largada para o racionamento foi dada na semana passada, quando Paul Krugman enfim diagnosticou a loucura dos republicanos. A vida é uma grande Tea Party e a musa conservadona Sarah Palin não cansa de tomar seu chá com o Chapeleiro em Wasteland. É a Terra, desolada, à espera do último gemido do mercado financeiro.

Confesso que já simpatizei mais com Barack Obama, mas isso que estão fazendo com o cara é demais, passou de bullying – ainda mais porque foi o Bush que estourou o cartão de crédito. Imagina se o DEM, o PSDB ou o PPS pudessem chantagear a presidente Dilma Rousseff com o apocalipse. Não tinha PAC que aguentasse. Agosto é o mês mais cruel, mas, se os republicanos enlouqueceram, resta aos lúcidos democratas imolar sua campanha de 2012 em nome da saúde financeira mundial, certo?

Bem, ao que parece eles também seguiram o Coelho Branco até Wasteland, senão não tínhamos chegado até aqui, concorda? E é porque a coisa virou do avesso ali no norte do continente que eu te digo: procure um abrigo anticontas ou coisa que o valha e tome cuidado com o ricochetear dos borrachudos, porque o fim está próximo. E se o mundo não acabar?, você pergunta. Ah, aí é só mudar a data da faixa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email