Aumento abusivo da Petrobrás liberado por Bolsonaro projeta salto da inflação brasileira para 7,5% no ano

Como resultado, juros serão mais altos, crescimento será menor e brasileiros terão menos renda para consumir

www.brasil247.com - Fachada da Petrobras e Bolsonaro
Fachada da Petrobras e Bolsonaro (Foto: Reuters)


247 – O ataque continuado pela Petrobrás contra o povo brasileiro, que tem ocorrido desde o golpe de estado contra a ex-presidente Dilma Rousseff, quando Michel Temer e Pedro Parente dolarizaram os preços dos combustíveis no Brasil, política que foi mantida por Jair Bolsonaro, vai produzir um novo estrago neste ano. O tarifaço anunciado ontem na gasolina, no diesel e no gás de cozinha fará a inflação brasileira subir para pelo menos 7,5% neste ano.

"Segundo cálculos do economista da Fundação Getulio Vargas (FGV) André Braz, o impacto do reajuste nos combustíveis é de 0,75 ponto percentual (p.p) no IPCA de março e abril - 0,40 p.p. e 0,35 p.p. respectivamente. Para o fim de 2022, o índice pode chegar a 7,5%, disse o economista", aponta reportagem de Rafael Vazquez, Anaïs Fernandes e Alessandra Saraiva, publicada no Valor Econômico.

"Fora a incerteza sobre até onde o preço do petróleo pode chegar, o novo reajuste da Petrobras sozinho já eleva as expectativas de inflação. Logo após o anúncio, a LCA Consultores aumentou a expectativa do IPCA de 6,01% para 6,50% para o fim de 2022. A LCA agora projeta inflação de 10,58% para o grupo Transportes no fim do ano - a previsão anterior era de 8,72%. Já a projeção sobre o grupo Alimentação e Bebidas variou menos, de 7,02% para 7,16%", aponta ainda a reportagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email