Balanço agrada analistas, mas ações da JBS caem

Companhia teve lucro 40,4% maior, mas alta de 4,5% no endividamento preocupa investidores

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_ (com informações da AE) – As ações da JBS (JBSS3) tiveram grande oscilação na quarta-feira 11 na bolsa brasileira e fecharam em queda. O dia foi de perdas gerais em papéis de diferentes setores com o mau humor dos investidores nos mercados globais após dados da economia chinesa que sugerem possível alta de juros naquele país. Os papéis da companhia brasileira encerraram os negócios a R$ 5,56 com queda de 1,25% num dia em que o Ibovespa perdeu 1,70%.

A empresa de proteínas anunciou resultados que dividiram opiniões. Houve alta no lucro, mas as dívidas da empresa e os resultados operacionais preocupam. O lucro líquido consolidado de R$ 90 milhões representou aumento de 40,4%. Se considerado somente o lucro atribuído aos controladores, o montante é de R$ 147 milhões, 48% superior.

No entanto, o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) foi de R$ 836 milhões, com recuo de 3% na comparação com os R$ 862 milhões obtidos no mesmo período de 2010. Segundo a companhia, em relatório de resultados, o desempenho do Ebitda foi afetado pelo resultado negativo da unidade de frango da companhia, a Pilgrim’s Pride. A margem Ebitda ficou em 5,7%, 1,4 ponto porcentual abaixo dos 7,1% registrados no primeiro trimestre do ano passado. A JBS informou que encerrou o período com uma dívida líquida consolidada de R$ 11,605 bilhões, aumento de 4,5%, o que foi explicado pela companhia pela maior necessidade de capital de giro no período.

No geral, os especialistas destacaram o forte desempenho das operações de bovinos e de suínos nos Estados Unidos e da unidade no Mercosul, que inclui as atividades da empresa no Brasil. Entretanto, a geração de fluxo de caixa, que se mantém negativa devido às necessidades de capital de giro, ainda preocupa os analistas. Para o analista da Link Investimentos, Rafael Cintra, o expressivo aumento dos preços nas exportações de bovinos e suínos da JBS USA impulsionou a rentabilidade dessas operações, que ficou acima do esperado por ele. Além disso, a captura das sinergias com o Bertin sustenta o crescimento da margem Ebitda da JBS Mercosul.

Os analistas do banco Safra, Erick Guedes, Fernando Labes e Felipe Rotenberg, também gostaram do resultado apresentado pela companhia e acreditam que os números serão positivos para as ações da JBS. "O resultado poderia ser melhor, se não fosse pelo fraco desempenho da Pilgrim's, que já está incorporada ao valor das ações e por isso não deverá ser um fator para queda dos ativos", afirmam os especialistas, em relatório. O Safra reiterou a recomendação de compra para os ativos da JBS, a um preço-alvo sugerido de R$ 10,35. O potencial de ganho é de 84,2%, com relação ao fechamento de ontem (R$ 5,62).

A analista do BB-Investimentos, Mariana Peringer, citou que os resultados da JBS no período mostraram que a demanda por produtos alimentícios e proteínas seguiu aquecida globalmente e acredita que esse movimento possa continuar nos próximos trimestres. "Cabe destacar que, nos meses de abril e maio, as principais commodities agrícolas têm apresentado queda nas cotações. Mas dada a inflação presente globalmente e a alta liquidez nos mercados, estamos um tanto céticos quanto ao arrefecimento de preços das matérias-primas e essas quedas recentes são pontuais", explicou Peringer, em relatório ao mercado. O BB-Investimentos mantém a sugestão de manutenção das ações no curto prazo, a um preço-alvo de R$ 10,20, "ainda que o valor intrínseco da empresa demonstre potencial de valorização no longo prazo." O potencial de ganho é de 81,5%.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email