Banco Central mantém Selic em 2% ao ano

Em 2020, foram cinco cortes consecutivos da Selic. em fevereiro, de 4,5% para 4,25%; em março, para 3,75%; em maio, para 3%; em junho, para 2,25%; em agosto, para 2% ao ano. Já foram duas reuniões mantendo a taxa nessa porcentagem

Fachada do Banco Central, em Brasília 16/05/2017
Fachada do Banco Central, em Brasília 16/05/2017 (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu manter a taxa básica de juros da economia (Selic) em 2% ao ano, o menor patamar da história. A decisão foi unânime.

O Copom ponderou que, "devido a questões prudenciais e de estabilidade financeira, o espaço remanescente para utilização da política monetária, se houver, dever ser pequeno".

Em 2020, foram cinco cortes consecutivos da Selic. em fevereiro, de 4,5% para 4,25%; em março, para 3,75%; em maio, para 3%; em junho, para 2,25%; em agosto, para 2% ao ano. Já foram duas reuniões mantendo a taxa nessa porcentagem.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247