Banco do Brasil abre investigação interna sobre Bendine, seu ex-presidente

O Banco do Brasil informou que está investigando informações prestadas por colaboradores na operação Lava Jato sobre o ex-presidente da instituição Aldemir Bendine, alvo de um inquérito aberto pelo juiz Sérgio Moro nesta semana; Moro autorizou a instalação de inquérito policial para investigar suspeita de pagamento de propina no valor de 3 milhões de reais pela Odebrecht a Bendine, que também é ex-presidente da Petrobras

aldemir bendine
aldemir bendine (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco do Brasil informou que está investigando informações prestadas por colaboradores na operação Lava Jato sobre o ex-presidente da instituição Aldemir Bendine, alvo de um inquérito aberto pelo juiz Sérgio Moro nesta semana.

Moro autorizou a instalação de inquérito policial para investigar suspeita de pagamento de propina no valor de 3 milhões de reais pela Odebrecht a Bendine, que também é ex-presidente da Petrobras.

O Banco do Brasil disse na noite de sexta-feira em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que desde abril, quando ocorreu a primeira veiculação dos depoimentos prestados por colaboradores da Odebrecht, nos quais foi citado o nome de Bendine, "a Auditoria Interna da Companhia, por solicitação do seu Conselho Diretor, vem apurando os supostos fatos referidos nos depoimentos e nas notícias divulgadas pela imprensa".

"Numa primeira análise dos depoimentos tornados públicos e conforme entendimento do próprio MPF e do Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba, os fatos até então divulgados indicam que o Banco do Brasil não estaria relacionado aos supostos pagamentos de vantagens indevidas", acrescentou.

(Por Tatiana Ramil)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247