Bíblias do mercado começam a abandonar Bolsonaro

Jornais e revistas financeiros internacionais criticam candidato e sinalizam trégua com Haddad, destaca a colunista Patrícia Campos Mello na Folha de S.Paulo, que separa trechos de artigos publicados na revista The Economist e no jornal Financial Times

Bíblias do mercado começam a abandonar Bolsonaro
Bíblias do mercado começam a abandonar Bolsonaro (Foto: Gustavo Lima/Agência Câmara)

247 - Jornais e revistas financeiros internacionais têm criticado o candidato de extrema-direita no Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), e sinalizado uma trégua com Fernando Haddad, escreve a colunista Patrícia Campos Mello, na Folha de S.Paulo. Em sua coluna, ela separa trechos de artigos publicados na revista The Economist, que deu Bolsonaro na capa como um ameaça, e no jornal Financial Times.

"Bolsonaro, cujo nome do meio é Messias, promove a salvação; na realidade, ele é uma ameaça para o Brasil e a América Latina", diz artigo da Economist. "Se ele ganhar, pode colocar em risco a sobrevivência da democracia do maior país da América Latina", aponta ainda o texto.

"Outro texto destacado o autor desse comentário é de Jonathan Wheatley, um dos principais colunistas e jornalistas cobrindo mercados emergentes para o Financial Times, jornal econômico acompanhado por grande parte do mercado (e ex-correspondente no Brasil) —em podcast desta quinta-feira (20) no jornal", afirma a colunista.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247