Bilionários lucram 42 bilhões de dólares por semana durante pandemia de coronavírus

Crise econômica agravada pelo coronavírus prejudicou bilhões de pessoas em todo o mundo, mas não atingiu as cerca de 600 pessoas mais ricas dos Estados Unidos

Amazon apresenta novo tablet Kindle Fire.
Amazon apresenta novo tablet Kindle Fire. (Foto: Gus Ruelas/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - A crise econômica que o mundo sofre atualmente não foi criada pela pandemia do novo coronavírus, mas é inegável que ela agravou bastante a situação. No entanto, é errado supor que esses efeitos são ruins para todos, ao menos nos Estados Unidos.

Dados revelados pela revista Forbes, adquiridos através de análise de um informe da Associação de Justiça Tributária e pelo Instituto de Estudos de Política dos Estados Unidos, mostram que houve um crescimento da riqueza de cerca de 600 bilionários desse país durante a crise de saúde. Juntos, em pouco mais de 4 meses (17 semanas, entre 18 de março e 16 de julho), eles aumentaram seu patrimônio em mais de 700 bilhões de dólares.

Leia mais na Fórum.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247