BNDES destinará R$ 450 milhões para reflorestamento no Brasil

Banco conduzido por Aloizio Mercadante também fechou parceria de US$ 1 bilhão para projetos em energia verde

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) (Foto: Reuteres/Sergio Moraes)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), Aloizio Mercadante, afirmou que o banco assinou um memorando, nesta segunda-feira (4/12), para garantir R$ 450 milhões em recursos não reembolsáveis para reflorestamento, com a meta de chegar a 6 milhões de hectares. Mercadante afirmou também que o BNDES é o banco que mais investe em energia renovável no planeta, de acordo com o ranking elaborado pela Bloomberg, e que o Brasil firmou também um acordo com o Banco Mundial para viabilizar o investimento de US$ 1 bilhão em hidrogênio verde. Ele participa da COP 28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, junto da comitiva do Governo Federal.

Na avaliação de Mercadante, o BNDES e o Brasil tiveram, na Cúpula do Clima, o reconhecimento de seu protagonismo histórico na agenda ambiental. "Hoje, assinamos um memorando com de US$ 1 bilhão para o BNDES financiar hidrogênio verde. Outro, de 300 milhões de euros, de desenvolvimento, também para o BNDES investir em transição para economia sustentável [...] "O resultado para alavancar o capital do Banco, as condições de financiamento, que estão favoráveis. E estamos disponibilizando R$ 450 milhões para o Fundo Amazônia para um programa de reflorestamento", disse.

continua após o anúncio

Segundo o presidente do Banco, haverá projetos para o Arco do Reflorestamento – região que abrange um milhão de quilômetros quadrados, na Amazônia. "Esse Arco da Restauração é uma proteção da floresta e, com quatro anos, a floresta se regenera. Então, nós podemos mudar a história".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247