HOME > Economia

BNDES deve recorrer ao TCU contra pedalada de Temer

 “Nossa prioridade é governança, prudência e cuidados com recursos que são do público”, diz o economista Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, que tenta resistir às pressões do Palácio do Planalto para devolver R$ 180 bilhões

 “Nossa prioridade é governança, prudência e cuidados com recursos que são do público”, diz o economista Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, que tenta resistir às pressões do Palácio do Planalto para devolver R$ 180 bilhões (Foto: Leonardo Attuch)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A tentativa do governo Temer de promover uma pedalada fiscal, forçando o BNDES a devolver R$ 180 bilhões de seu orçamento, esbarra na resistência do banco.

"O embate entre o BNDES e o governo federal está prestes a evoluir para uma disputa oficial. O motivo do confronto é o pedido da equipe econômica para que o banco devolva ao Tesouro, entre 2017 e 2018, R$ 180 bilhões que foram repassados à instituição financeira. O comando do BNDES é contra a devolução e ameaça apelar ao Tribunal de Contas da União (TCU) para não ter de desembolsar a quantia", aponta reportagem do Estado de S. Paulo.

“Nossa prioridade é governança, prudência e cuidados com recursos que são do público”, diz Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES. “Tenho dificuldade de entender como o banco pode antecipar pagamento de empréstimo cujo esforço de antecipação já foi feito, da ordem de R$ 130 bilhões, e que foi sujeito a questionamentos do TCU.”

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: