Bolsas caem com compulsório na China

Cotaes de commodities despencam e derrubam ndices nas bolsas aps BC chins elevar em 0,5% obrigao dos bancos de depsito na conta da autoridade monetria

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lu Miranda_247- O mercado já esperava e mesmo assim se assustou. A China elevou o depósito compulsório que é a parcela, de todos os depósitos recebidos, que bancos comerciais têm como obrigação depositar no caixa do banco central. Uma medida adotada com a intenção de reduzir o dinheiro em caixa do sistema bancário e, desta forma, desestimular a oferta de crédito. Assim, com crédito restrito, o consumo diminui e inibe o avanço da inflação. Para conter o avanço do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) que registrou 5,3% em abril, acima das expectativas, o Banco do Povo da China (PBOC) vai elevar a taxa do compulsório dos bancos em 0,50 ponto porcentual - a quinta elevação neste ano. O aumento vale a partir de 18 de maio.

Foi o suficiente para promover uma queda acentuada nas cotações das commodities e derrubar índices nas bolsas do mundo, principalmente na Europa e no Brasil, mercados dominados por empresas exportadoras de matérias-primas. No entanto, os índices em Nova York seguem o mau humor, numa proporção menor.

Para piorar, a Agência Internacional de Energia (AIE) divulgou previsão de redução na demanda global por petróleo e derivados em 2011. Na Grécia, segue o clima de instabilidade política com as novas medidas de austeridade fiscal.

Aqui no Brasil, por volta das 11h, o Ibovespa caía 0,70%. Na contramão, o dólar comercial subia 0,43% a R$1,625. Entre as maiores perdas do índice, Cosan (CSAN3) com queda de 2,04%, JBS (JBSS3) com desvalorização de 1,96%, OGX (OGXP3) com baixa de 1,96%, MMX (MMXM3) em queda de 1,75% e Bradespar (BRAP4) com perda de 1,46%. A notícia de descoberta de hidrocarbonetos na Bacia de Santos pela OGX não convenceu os investidores.

Entre as maiores altas da manhã, Braskem (BRKM5) com ganhos de 2,65%, Souza Cruz (CRUZ3) com valorização de 1,90%, CPFL (CPLE3) em alta de 1,32%, Vivo (VIVO4) com 1,26% de ganho e Copel (CPLE6) com alta de 0,99%. Ganhos de Braskem, Vivo e Copel impulsionados com balanços do primeiro trimestre que agradaram o mercado.

Na Ásia, as bolsas seguiram o clima de incertezas e mínima vontade de arriscar no mercado de ações. A Bolsa de Tóquio fechou em queda, com o índice Nikkei em baixa de 1,5%. Na Bolsa de Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,9%. Já as Bolsas da China tiveram queda mais acentuada. O índice Xangai Composto caiu 1,4% e o índice Shenzhen Composto também recuou 1,4%. O índice Kospi da Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, caiu 2%.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email