Bolsas no mundo em alta com mais empregos nos EUA

Ibovespa acompanha, mesmo com IPCA acima do teto da meta do governo em 5,1%

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lu Miranda_247 - Um dia de alívio para os mercados no mundo. O dado mais aguardado da semana veio melhor que o esperado. No mercado de trabalho dos Estados Unidos, houve maior criação de vagas no mês de abril. Ao todo, 244 mil postos, enquanto as expectativas eram de 185 novas vagas. Foi o suficiente para animar investidores e elevar os índices nas bolsas européias e em Nova York. Tamanho otimismo fez vista grossa para a alta na taxa de desemprego americana a 9% no mês passado, contra 8,8% nas previsões dos analistas.

Aqui no Brasil, a bolsa acompanha o bom humor externo, embora a notícia do dia não tenha sido das melhores. O indicador mais aguardado por aqui, o IPCA, a inflação oficial do país medida pelo IBGE, superou o teto da meta estabelecida pelo governo. No acumulado dos últimos 12 meses, atingiu 6,51%. O centro desta meta é de 4,5% com margem de tolerância considerada “generosa” pelo mercado de 2% para cima ou para baixo. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou pela manhã que a inflação nos 12 meses “tecnicamente” não superou teto. Quem concorda?

O dólar voltou a ter queda forte no Brasil no período da manhã e os negócios do dia com ações seguem embalados por balanços corporativos bons a exemplo de Vale, Lojas Americanas e B2W. O ingresso da TIM no Novo Mercado também agradou bastante. As ações dispararam e lideraram alta do Ibovespa. Os papéis preferenciais TCLS4 subiam 11% e as ações ordinárias TCSL3 tinham alta de 9% no período da manhã.

Na Ásia, as bolsas fecharam no vermelho num ajuste aos negócios de ontem em NY e Europa. A bolsa de Hong Kong teve queda pelo oitavo pregão seguido. O índice Hang Seng caiu 0,44% no pior fechamento desde 29 de março. Na Bolsa de Xangai, na China, o índice Xangai Composto caiu 0,3% e o índice Shenzhen Composto ganhou 0,4%. A Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, fechou com o índice Kospi em queda de 1,5%. Em Tóquio, o índice Nikkei também baixou 1,5%.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email