Bolsonaro demite ministro de Minas Energia por alta dos combustíveis

Exoneração "a pedido" de Bento Costa Lima Leite de Albuquerque foi publicada no Diário Oficial da União. Cargo será ocupado por Adolfo Sachsida

www.brasil247.com - Bento Costa Lima Leite de Albuquerque e Adolfo Sachsida
Bento Costa Lima Leite de Albuquerque e Adolfo Sachsida (Foto: Alan Santos/PR)


Infomoney - O presidente Jair Bolsonaro realizou a troca do comando do Ministério de Minas e Energia nesta quarta-feira (11). Bento Costa Lima Leite de Albuquerque foi exonerado, a pedido, sendo substituído por Adolfo Sachsida. As informações estão na edição desta quarta do “Diário Oficial da União (DOU)”.

A mudança ocorre após recentes críticas do presidente à política de preços da Petrobras, ligada à pasta.

Em live na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro comparou a estatal a outras petrolíferas para pressionar uma redução do lucro da brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o presidente, a Petrobras “tem gula enorme” e “tem gordura” para “adotar responsabilidade” e não subir o preço dos combustíveis no País. “Vocês têm lucro de 30%. Dá para resolver isso aí”, apelou o presidente ao presidente da empresa, José Mauro Ferreira Coelho, aos diretores da empresa e também ao então ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. “Quando é empresa pública ou sociedade de economia mista, deve ter função social".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Vocês não podem, ministro Bento Albuquerque e senhor José Mauro, da Petrobras, não podem aumentar o preço do diesel. Não estou apelando, estou fazendo uma constatação levando-se em conta o lucro abusivo que vocês têm. Vocês não podem quebrar o Brasil. É um apelo agora: Petrobras, não quebre o Brasil, não aumente o preço do petróleo. Eu não posso intervir. Vocês têm lucro, têm gordura e têm o papel social da Petrobras definido na Constituição”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já nesta semana, a Petrobras anunciou a elevação em 8,87% do preço do diesel para as distribuidoras. O valor médio do litro vendido pela petroleira passou de R$ 4,51 para R$ 4,91.

Adolfo Sachsida, o substituto de Albuquerque, trabalhava como assessor especial no Ministério da Economia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email