Bolsonaro zera recursos do Minha Casa Minha Vida e inviabiliza obras

Com o Orçamento aprovado por Bolsonaro, 200 mil unidades habitacionais e 250 mil empregos podem ser impactados

Imóveis do programa Minha Casa Minha Vida
Imóveis do programa Minha Casa Minha Vida (Foto: Divulgação/Fenae)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Entre as medidas previstas no veto do presidente Jair Bolsonaro a parte do Orçamento de 2021, está um corte de R$ 1,5 bilhões nos recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), impactando diretamente as obras do Minha Casa, Minha Vida – renomeado pelo governo Bolsonaro de Casa Verde e Amarela.

Segundo a jornalista Idiana Tomazelli, do Estado de S.Paulo, o veto praticamente zerou os recursos do programa, sobrando apenas R$ 27 milhões, insuficientes para terminar obras de 200 mil unidades.

Leia mais na Fórum.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email