Bovespa abre em alta, mas o clima é de cautela

Bolsas internacionais perdem racionalidade; hora de ter os experientes investidores brasileiros como radar

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Bovespa abriu em alta, mas o sentimento da maioria dos investidores é de cautela máxima. Há pouco, o Ibovespa operava em alta de 0,37%, aos 54.108 pontos, na ponta dos pés. O cuidado é de precaução, pois ainda não se tem notícias concretas sobre o plano de socorro para zona do euro. A Bolsa de Nova York deve abrir também em alta, mas o mercado ainda não tem firmeza para mudar de tendência.

PRÉ-ABERTURA - O mercado continua ressabiado e desconfiado, mesmo depois de dois dias seguidas de pregão em alta vigorosa. Estranho. O problema é que o motor dessa evolução do preço das ações foi um conjunto de esperanças e especulações sobre medidas que estariam em gestação para solucionar a crise da zona do euro, começando pela renegociação da dívida da Grécia.

Embalados por esses sentimentos, o mercado subiu e recuperou preços. Apenas a Bolsa brasileira permaneceu mais cautelosa. Ontem, por exemplo, a Bovespa registrou avanço de apenas 0,3%, num contexto de altas expressivas ao redor do mundo. Paris e Frankfurt chegaram a subir mais de 5% cada uma. A notícia que pegou mais foi a de que as autoridades estariam preparando um aporte de capital jumbo para salvar os bancos europeus em dificuldades.

Os brasileiros, mais experientes em lidar com mercados estressados por crises financeiras e econômicas, são mais frios. É bom seguir os passos dessa turma. O mercado brasileiro opera colado ao exterior, mas, dessa vez, perceberam que o pessoal de fora está agindo com mais emoção que razão.

É mais torcida que fundamento. Ontem, os investidores brasileiros mantiveram-se desconfiados de que não há nada de concreto em tudo que se fala lá fora. Nenhum centavo, nenhuma declaração oficial, depois de uma semana de especulações.

No Brasil, esse tipo de comportamento não cola mais. Portanto, é hora de fazer as contas dos lucros alcançados nesses dois dias e tratar de realizar lucros, se for o caso. As bolsas asiáticas fecharam realizando lucros, com Seul e Hong Kong caindo 0,7% e Xangai perdendo 1%. Tóquio ficou no zero a zero.

Na Europa continua o clima de esperança no vazio. Londres, Paris, Frankfurt e Madri abriram em baixa, mas viraram ainda nas primeiras horas de pregão. Há pouco, Londres subia 0,1%, Frankfurt avançava 0,9% e Paris estava positiva em 0,7%. Os futuros dos EUA também estão em alta.

Pelo que se lê do noticiário e se ouve das conversas com analistas, o mercado brasileiro é o radar a seguir como referência nesta elevada volatilidade mundial.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247