Brasil entra em recessão com queda do PIB no terceiro trimestre, explicitando fracasso de Guedes

Produto Interno Bruto brasileiro caiu 0,1% no terceiro trimestre. A queda, a segunda consecutiva, coloca o Brasil oficialmente em recessão técnica e evidencia o fracasso da política neoliberal do governo Jair Bolsonaro, comandada pelo ministro Paulo Guedes

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O fracasso da política econômica do governo Jair Bolsonaro, comandada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ficou evidenciado com a queda de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre, resultado abaixo da expectativa do mercado, que era de um alta de 0,1%. Como esta é a segunda queda consecutiva,segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quinta-feira (2), a economia brasileira entrou oficialmente em recessão técnica.

No segundo trimestre, junho, a economia brasileira já havia encolhido 0,4%, contra uma estimativa de retração menor neste período, de 0,1%."O PIB está no patamar do fim de 2019 e início de 2020, período pré-pandemia, e ainda está 3,4% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica na série histórica, alcançado no primeiro trimestre de 2014", destacou o IBGE. 

A queda no terceiro trimestre foi puxada, principalmente, pelo setor agropecuário, que recuou 8%, e pela retração de 9,8% nas exportações de bens e serviços Já a indústria ficou estagnada e o setor de serviços cresceu 1,1%. 

PUBLICIDADE

O resultado corrobora o temor do mercado financeiro com os rumos da economia, uma vez que analistas vêm diminuindo seguidamente as projeções para a economia brasileira em 2021. De um crescimento de 5,27% em junho, o último relatório do Boletim Focus, do Banco Central, trouxe a projeção de uma alta de 4,78% para o PIB até o final do ano. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email