Brasil pode perder US$ 300 bilhões com megaleilão da cessão onerosa

Os ex-diretores da Petrobras Guilherme Estrella e Ildo Sauer afirmam que o governo brasileiro perderá o controle do ritmo da produção das áreas da cessão onerosa, assim, perdendo dinheiro. Eles dizem também que o leilão da cessão onerosa "fere a soberania nacional"

(Foto: ABR)

247 - O Brasil pode perder US$ 300 bilhões com megaleilão do excedente da cessão onerosa, de acordo com levantamento realizado pelos ex-diretores da Petrobras, Guilherme Estrella e Ildo Sauer. 

O estudo comparou a venda da cessão onerosa com os valores produzidos pela contratação direta da Petrobras pela União para o desenvolvimento dessas áreas.

Os ex-diretores afirmam que, caso a União contratasse a estatal, o governo teria controle sobre o ritmo de produção, podendo alterá-lo conforme os preços das commodities.

Pelo leilão, o governo não teria influência sobre o ritmo de produção, explicam os especialistas. Estrella e Sauer disseram também que o megaleilão "fere a soberania e avilta o interesse nacional".

Leia o estudo na íntegra:

Ao vivo na TV 247 Youtube 247