"Brasil tem 200 milhões de trouxas explorados por seis bancos", diz Guedes

Ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou a concentração bancária e afirmou que o Brasil tem “200 milhões de trouxas sendo explorados por seis bancos". "De banco Paulo Guedes entende. Sabe do que está falando. Vem do setor financeiro, da gestão de fundos abutres", ironizou a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann

Ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de entrevista coletiva 16/01/2020
Ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de entrevista coletiva 16/01/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Oriundo do mercado financeiro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou a concentração bancária e afirmou que o Brasil tem “200 milhões de trouxas sendo explorados por seis bancos”. “Em vez de termos 200 milhões de trouxas sendo explorados por seis bancos, seis empreiteiras, seis empresas de cabotagem, seis distribuidoras de combustíveis; em vez de sermos isso, vai ser o contrário. Teremos centenas, milhares de empresas”, afirmou Guedes durante transmissão ao vivo realizada pelo Itaú BBA. 

Como o presidente do Itaú, Candido Bracher, estava presente ao debate, Guedes tentou minimizar a crítica. “Quando falo sempre que somos 200 milhões de trouxas com seis bancos, seis empreiteiras, seis isso, seis aquilo, eu quero muito mais enfatizar a importância da competição”. 

As declarações de Guedes sobre o assunto foram alvos de críticas e ironias nas redes sociais. A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann,  ressaltou que “de banco Paulo Guedes entende. Sabe do q está falando. Vem do setor financeiro, da gestão de fundos abutres. Enquanto chamava o povo de trouxa e as mortes por covid 19 chegavam a 10 mil, seu chefe passeava de jet ski no lago de Brasília. Total sintonia”. 

Já o sociólogo Jessé de Souza ressaltou que o ministro disse “uma verdade reprimida”. “200 milhões de trouxas são explorados por seis bancos” Paulo Guedes. A verdade reprimida sempre encontra um caminho para se expressar”, postou no Twitter. 

Confira as postagens sobre o assunto. 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247