Caixa pode pedir R$ 5 bi ao Tesouro para cobrir rombo da Funcef

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, deve pedir um socorro de R$ 5 bilhões ao Tesouro Nacional; o motivo: cobrir o déficit do fundo de pensão dos funcionários do banco

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, deve pedir um socorro de R$ 5 bilhões ao Tesouro Nacional; o motivo: cobrir o déficit do fundo de pensão dos funcionários do banco
O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, deve pedir um socorro de R$ 5 bilhões ao Tesouro Nacional; o motivo: cobrir o déficit do fundo de pensão dos funcionários do banco (Foto: Leonardo Attuch)

Do Notícias ao Minuto – O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, afirmou que o banco não precisará de dinheiro novo do Tesouro em 2016. Porém, ao que tudo indica, nos bastidores, a instituição já calcula que serão necessários pelo menos R$ 5 bilhões para seguir operando bem.

De acordo com a reportagem da Folha de S. Paulo, os números ainda estão sendo fechados e dependem, basicamente, das projeções de deficit da Funcef, fundo de pensão dos funcionários do banco estatal. Outro fator é o aumento da inadimplência e das provisões para perdas com empresas financiadas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247