Caixa reduz financiamentos para o Nordeste e ordem teria partido do presidente da instituição

Caixa reduziu drasticamente os empréstimos para os estados do Nordeste ao longo deste ano; nos primeiros sete meses de 2019 foram autorizados financiamentos da ordem de R$ 89 milhões, correspondendo a apenas 2,2% do total de cerca de R$ 4 bilhões destinados para estados e municípios; determinação para reduzir contratações com os govenos da Região, que fazem oposição ao governo Jair Bolsonaro, teria partido do próprio presidente da Caixa, Pedro Guimarães

Agência da Caixa Econômica Federal no centro do Rio de Janeiro.
Agência da Caixa Econômica Federal no centro do Rio de Janeiro. (Foto: REUTERS/Pilar Olivares)

247 - A Caixa reduziu drasticamente os empréstimos para os estados do Nordeste ao longo deste ano. Nos primeiros sete meses do ano foram autorizados para a Região financiamentos da ordem de R$ 89 milhões, correspondendo a apenas 2,2% do total de cerca de R$ 4 bilhões chancelados pelo banco para estados e municípios. Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, a determinação para que novas contratações com estados e municípios do Nordeste não fossem efetivadas teria partido do próprio presidente da Caixa, Pedro Guimarães. 

Segundo a reportagem, em 2018 o Nordeste recebeu um total de R$ 1,3 bilhão, ou 21,6% dos R$ 6 bilhões em operações firmadas pelo banco com os governos regionais. No exercício anterior, dos R$ 7 bilhões contratados, R$ 1,3 bilhão foi direcionado para a Região Nordeste (18,6% do total).

Em nota, a Caixa informou que as contratações apresentam “sazonalidade” e variam a cada ano a ano, “dependendo ainda do número de pleitos recebidos bem como da aprovação dos ritos anteriormente relacionados”. 

Redução dos repasses vem na esteira dos ataques feitos por Jair Bolsonaro contra a Região. Em julho, Bolsonaro afirmou ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que daqueles “daqueles governadores de Paraíba, o pior é o do Maranhão. Tem que ter nada para esse cara”, disse na ocasião. (Leia no Brasil 247)

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247