Campo de Lula, maior produtor de petróleo do País, será rebatizado como Tupi, diz Petrobras

Petrobrás vai alterar o nome do campo descoberto em 2006 no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após decisão do TRF-4

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com Reuters - O campo de Lula, maior produtor de petróleo e gás natural do Brasil, passará a ser chamado de Tupi após determinação da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), informou a Petrobras nesta segunda-feira.

Segundo a estatal, todos os registros dos nomes referenciados como “Lula” serão alterados, atendendo decisão judicial que determinou que a petroleira deveria rebatizar o ativo, localizado na Bacia de Santos.

Em junho deste ano, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou decisão judicial de primeira instância que determinava a troca do nome do campo da Petrobrás. 

A produção média de petróleo do campo de Lula totalizou 988 mil barris por dia em julho, enquanto a produção de gás natural teve média de 43,2 mil metros cúbicos por dia no período, segundo dados da ANP.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247