CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Caoa sobre o BVA: “Enquanto há vida, há esperança”

Apesar de pessimista, o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, do grupo Caoa, ainda não desistiu de tentar comprar o banco; para fechar negócio agora, "só se acontecer algum milagre", diz

Caoa sobre o BVA: “Enquanto há vida, há esperança”
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Apesar de pessimista e de lamentar o rumo que tomou as tentativas de comprar o banco BVA, o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, dono do grupo Caoa, não desistiu. Ao Valor Econômico, ele se mostra cansado e admite que o cenário não é positivo: o que aparecem nas análises "não são coisas muito boas". Para Caoa, como é conhecido, para fechar o negócio agora, "só se acontecer algum milagre".

À frente de um dos maiores grupos de importação e revenda de veículos do País, o empresário conta que a única ação em andamento para a aquisição do banco – onde tem R$ 500 milhões – é a análise de auditorias. "Estamos analisando friamente as várias auditorias que chegam, mas, se no fim, houver alguma viabilidade [para fechar o negócio] só se acontecer algum milagre", diz.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Se concluir a negociação e passar a ser dono do BVA, Caoa será o próprio administrador do financiamento dos veículos Hyundai, Subaru e Ford que ele próprio vende no Brasil. "Olha, eu trabalhei de verdade nisso, me aprofundei, passei até a entender de banco", lamenta o empresário, que se esforça para não desistir, e acrescenta: "Enquanto há vida há esperança".

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO