Caso Americanas: Bradesco e Itaú contestam carta de Lemann, Sicupira e Telles e apontam 'práticas irregulares' do trio

Os bancos contestaram publicamente os acionistas de referência da Americanas

www.brasil247.com - Bradesco; Jorge Paulo Lemann; Beto Sicupira; Marcel Telles; e Itaú
Bradesco; Jorge Paulo Lemann; Beto Sicupira; Marcel Telles; e Itaú (Foto: Reuters | Reprodução)


247 - A responsabilidade pela elaboração das demonstrações financeiras é única e exclusiva das Americanas, alegam os bancos Bradesco e Itaú, que decidiram nesta terça-feira (24) contestar publicamente a carta divulgada pelos acionistas de referência da varejista, Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles. 

As instituições financeiras credoras dizem ainda que "práticas irregulares" foram cometidas pela Americanas no contexto do rombo de R$ 20 bilhões identificado nas contas da varejista. 

>>> Os caloteiros Lemann, Sicupira e Telles se pronunciam e dizem que não sabiam de nada sobre a fraude bilionária das Americanas

"Não compactuamos com alegações que buscam criar narrativas para atribuir aos bancos qualquer responsabilidade sobre as práticas contábeis irregulares da empresa e, assim, desviar a atenção do problema central, ou seja, a falta de consistência dos números das demonstrações financeiras e as responsabilidades dos seus dirigentes sobre tal fato”, diz o Bradesco. 

Por sua vez, o Itaú ressaltou que bancos ou outros credores não têm nenhuma influência sobre a elaboração das demonstrações financeiras de uma outra empresa. 

Na carta, o trio da 3G Capital alegou que o balanço da Americanas contava com a auditoria da PwC, e que a consultoria fez uso regular de cartas de circularização, utilizadas para confirmar as informações contábeis da varejista com fontes externas, incluindo os bancos que mantinham operações com a empresa. (Com informações do Valor Econômico). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247