CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

China supera o Brasil e passa a liderar exportação de veículos para os países da América do Sul

Em dez anos, a participação da China nas importações de veículos na região saltou de 4,6% para 21,2%

Imagem Thumbnail
Trabalhadores em linha de montagem de fábrica de automóveis em São Bernardo do Campo (SP). (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Desde o ano passado, a China ultrapassou o Brasil e tornou-se a maior exportadora de veículos para a América Latina. Em dez anos, a participação da China nas importações de veículos na região saltou de 4,6% para 21,2%. Enquanto isso, a do Brasil caiu de 22,5% para 19,4%, segundo reportagem do Valor. Esses dados, da Penta-transaction e Comtrade (Nações Unidas) referem-se a 2022 e a julgar pelas sucessivas quedas nas exportações brasileiras nos últimos meses, dificilmente haverá reversão do quadro este ano.

Há pouco mais de um mês a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) reduziu a previsão de queda nas vendas externas em 2023. Espera agora o embarque de 420 mil veículos este ano, incluindo automóveis, caminhões e ônibus. O volume representa uma retração de 12,7% na comparação com 2022 e, exceto por quedas maiores nos dois anos de pico da pandemia, volta ao que o país exportava em 2015. Equivale, ainda, a 58% do pico da venda externa de veículos, em 2005, quando 724,1 mil unidades seguiram para o exterior.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os dados da Penta-transaction, sistema de consulta de estatísticas de comércio exterior, mostram, ainda, que a participação de Estados Unidos e Canadá (17,9%) ficou bem próxima da brasileira no volume de veículos importados por Argentina, Chile, Colômbia, México, Paraguai, Peru e Uruguai. Mas esses dois países também perderam espaço para os chineses. Da mesma forma que Japão e Coreia, que, por outro lado, mesmo sendo países bem distantes, registraram fatia significativa (12,8%).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO