Choro de Graça funciona e gasolina vai subir

Depois de apontar “esqueletos” da era Gabrielli e, em seu primeiro balanço, entregar um prejuízo de R$ 1,3 bilhão, o maior em 13 anos, a nova presidente da Petrobras, Graça Foster, conseguiu do governo a promessa de um grande reajuste, que poderá chegar a até 20%; ações devem disparar

Choro de Graça funciona e gasolina vai subir
Choro de Graça funciona e gasolina vai subir (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Desde que assumiu a presidência da Petrobras, a ex-diretora Maria da Graça Foster, deu declarações surpreendentes. Disse que as metas de produção da estatal estavam superestimadas, afirmou que vários projetos deixados pelo antecessor José Sergio Gabrielli seriam interrompidos e, na semana passada, entregou um balanço com prejuízo de R$ 1,3 bilhão – o maior em 13 anos.

Graça apavorou investidores e as ações da Petrobras derreteram – em alguns pregões chegaram a cair mais de 6%. No entanto, ela finalmente conseguiu o que vinha buscando: obteve a promessa do governo de que conseguirá um reajuste nos preços da gasolina e nos demais combustíveis ainda neste ano. O percentual ainda não foi definido, mas especialistas apontam uma defasagem de até 20%, que é calculada em razão do preço do petróleo no mercado internacional e o valor do dólar.

“O mercado espera por esse reajuste há nove anos”, aponta o economista Adriano Pires, especialista no setor de energia. Ele calcula uma defasagem de 16% na gasolina e de 21,7% no diesel. Além disso, os custos internacionais têm pesado mais, uma vez que as importações da companhia cresceram 370% neste ano, em razão das metas de produção não alcançadas.

No governo, avalia-se que o momento atual seria adequado para promover um reajuste, uma vez que a inflação recuou para o centro da meta fixada pelo Banco Central, em razão do baixo ritmo da atividade econômica.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email