Com deflação de 0,38% em maio, Brasil tem menor índice em 22 anos

Meta do governo federal para 2020 é de inflação de 4%, mas analistas de instituições financeiras estimam uma inflação de 1,53% no período

Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) reduziu a queda a 0,27% em agosto depois de cair 0,61% em julho, com deflação menor no atacado mas com forte desaceleração da alta dos preços no varejo, informou a Fundação Getulio Vargas nesta quinta-feira
Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) reduziu a queda a 0,27% em agosto depois de cair 0,61% em julho, com deflação menor no atacado mas com forte desaceleração da alta dos preços no varejo, informou a Fundação Getulio Vargas nesta quinta-feira (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A inflação do Brasil caiu 0,38% no mês de maio, após um recuo de 0,31% em abril, segundo informação do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística desta quarta-feira (10). O levantamento é do portal G1.

"É o segundo mês consecutivo de queda nos preços e o menor índice desde agosto de 1998, quando ficou em -0,51%", informou o IBGE.

A meta do governo para 2020 é de inflação de 4%, considerando um intervalo de tolerância de 2,5% a 5,5%. Já os analistas de instituições financeiras reduziram a projeção de inflação para 1,53% em 2020, de acordo com o boletim Focus mais recente. Foi a 13ª redução consecutiva em meio à pandemia do novo coronavírus. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247