Com preço do gás nas alturas, 17,6% dos brasileiros usam lenha ou carvão para cozinhar

Com o preço do gás de cozinha nas alturas devido a política do governo Michel Temer de reajustes quase diários em função do preço no mercado internacional, mais brasileiros passaram a utilizar lenha e carvão para cozinhar; segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), subiu de 16,1% para 17,6% a parcela de lares que passaram a utilizar carvão ou lenha em substituição ao gás; mais de 1,2 milhão de brasileiros deixaram de utilizar o gás de cozinha apenas no ano passado

gas de cozinha
gas de cozinha (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com o preço do gás de cozinha nas alturas devido a política do governo Michel Temer de reajustes quase diários em função do preço no mercado internacional, mais brasileiros passaram a utilizar lenha e carvão para cozinhar. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que subiu de 16,1% para 17,6% a parcela de lares que passaram a utilizar carvão ou lenha em substituição ao gás.

Segundo o levantamento, mais 1,2 milhão de brasileiros deixaram de utilizar o gás de cozinha no ano passado. De acordo com o IBGE, o maior aumento no uso de lenha e carvão no preparo de alimentos aconteceu na Região Nordeste. Ali, mais de 400 mil lares deixaram de fazer uso do gás de cozinha. O índice de uso destes combustíveis para cozinhar passou de 22,1% para 24,1% dos domicílios nordestinos. No ano passado, o gás de cozinha subiu 16%, mais de cinco vezes acima da inflação oficial.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247