Com a proximidade da eleição, ANP não divulga preço semanal do gás de cozinha

Não há informações sobre a variação do preço do botijão de 13 quilos ao consumidor, mesmo após a Petrobras ter baixado os preços do insumo em suas refinarias duas vezes em setembro

www.brasil247.com - Bolsonaro com Paulo Guedes e funcionário carregando botijão de gás
Bolsonaro com Paulo Guedes e funcionário carregando botijão de gás (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR | Agência Brasil)


247 - Curiosamente, a cinco dias da eleição presidencial, a Agência Nacional de Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural (ANP) não divulgou o preço médio semanal do gás de cozinha (GLP). A agência alega que a informação não foi disponibilizada em decorrência da troca da empresa terceirizada responsável pelo levantamento, informa o jornal O Estado de S. Paulo.

Com a alta das últimas semanas,  o preço médio do botijão de gás de 13 quilos ao consumidor vinha saltou de R$ 111, preço que se manteve, segundo a reportagem, estacionado desde meados de julho, para R$ 113,25 na semana encerrada em 17 de setembro. 

Para a campanha de Jair Bolsonaro (PL), que vem usando a queda no preço dos combustíveis como estratégia, o valor elevado do gás de cozinha pode ser ruim para a campanha. 

Ainda de acordo com a reportagem, não foram divulgados dados sobre a variação de preço do botijão de gás de 13 quilos ao consumidor, após a Petrobras ter baixado os preços do insumo em suas refinarias duas vezes em setembro. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247