Conselheiros da Eletrobras rebatem Guedes

Os conselheiros de administração eleitos pelos empregados do grupo Eletrobras rebaterem, em nota, o ministro da Economia, Paulo Guedes, que disse que “sem privatização, a Eletrobras irá desaparecer e a luz vai apagar”. Para os conselheiros, a afirmação é uma inverdade para confundir e assustar a população. “ Não há risco de desabastecimento de energia pela Eletrobras, pois a empresa está entre as companhias com melhores indicadores operacionais", diz o texto da nota

O ministro da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os conselheiros de administração eleitos pelos empregados das empresas do grupo Eletrobras divulgaram nota hoje rebatendo as afirmações do ministro da Economia, Paulo Guedes de que “sem privatização, Eletrobras irá desaparecer e a luz vai apagar”. 

Tal afirmação não corresponde à verdade, e pode confundir e assustar a população. “ Não há risco de desabastecimento de energia pela Eletrobras, pois a empresa está entre as companhias com melhores indicadores operacionais”. Além disso,  a companhia também apresenta excelentes índices financeiros, com baixo endividamento e redução expressiva do seu quadro de pessoal, o que comprova o aumento de sua eficiência, afirma a nota.   

“Por fim, lamentamos parcela do Governo enaltecendo a privatização de um setor estratégico como a geração hidrelétrica, o qual até mesmo os EUA mantém 70% controlados pelo Exército, a troco de atenuar a dívida pública em cerca de 1.6%, e abrindo mão dos recorrentes dividendos que seriam pagos nos próximos anos”, conclui.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email