Coronavírus: 25% das usinas de álcool e açúcar podem fechar no País

A falência é causada pela crise causada pelo coronavírus, que diminuiu a demanda por combustível, ao mesmo tempo em que o mundo vive uma crise com o derretimento do preço do petróleo

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um quarto das usinas de açúcar e álcool em funcionamento no País corre o risco de fechar as portas até o fim do ano por causa da crise causada pelo coronavírus, afirma o jornal Estado de S. Paulo. A pandemia, na verdade, apenas adiantou a crise - com a queda de demanda por combustível -, uma vez que parte dessas empresas tem sido prejudicadas pelo derretimento do preço do petróleo.  “São dois choques. A principal é a queda do consumo e, depois, a de preços”, diz sócio da consultoria Datagro, Plínio Nastari, ao jornal paulista.

Existem cerca de 350 usinas sucroalcooleiras em operação no País. O setor viu as cotações do álcool recuarem de R$ 2 para R$ 1,30 o litro e a demanda cair mais do que 50%, segundo a União da Indústria de Cana-de-açúcar. Desta forma, centenas de empresas do setor, que não têm capacidade de armazenamento de sua produção, podem entrar em falência. “Um quarto das empresas do setor vai passar por muita pressão para garantir sua sobrevivência”, avalia Pedro Fernandes, diretor de agronegócios do Itaú BBA.

Há algumas semanas, o grupo Adecoagro, que tem três usinas - duas no Mato Grosso do Sul e uma em Minas Gerais - afirmou que iria suspender os contratos para dar conta da crise.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247