Coronavírus faz exportadoras perderem R$ 48 bilhões

É o valor perdido pelas empresas brasileiras exportadoras de commodities. Investidores temem que, por causa da falta de trabalhadores, o setor de construção no país asiático diminua o ritmo das obras. A retração na produção de automóveis também preocupa

Funcionários de uma empresa de dedetização  desinfectam rua em frente à Igreja de Jesus o Templo do Tabernáculo do Testemunho, em Daegu
Funcionários de uma empresa de dedetização desinfectam rua em frente à Igreja de Jesus o Templo do Tabernáculo do Testemunho, em Daegu (Foto: REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - As empresas brasileiras exportadoras de commodities perderam R$ 47,709 bilhões em valor de mercado desde o primeiro dia que o surto de coronavírus na China atingiu os mercados financeiros globais. Investidores temem que, por causa da falta de trabalhadores, o setor de construção no país asiático diminua o ritmo das obras. A retração na produção de automóveis também preocupa. As vendas de carros no varejo chinês caíram 92% nos primeiros 16 dias de fevereiro em razão da epidemia. Até esta sexta-feira (21), mais de 75 mil pessoas foram infectadas na China continental e mais de 2 mil morreram. 

As ações ON (com direito a voto) de Gerdau e Vale, por exemplo, que exportam minério de ferro para a China, recuaram mais de 12% e 10%, respectivamente, desde o início do impacto. 

“O coronavírus não teve efeito nas quantidades, mas teve efeito nos preços, evidentemente”, afirmou Roberto Castello Branco, presidente da Petrobrás, na divulgação de resultados esta semana. Os relatos foram publicados no jornal O Estado de S.Paulo.

“Porque os mercados antecipam os efeitos na atividade econômica. Então, é só observar o preço, o comportamento dos preços do petróleo que houve uma queda. E vai se refletir nos nossos resultados no primeiro trimestre. Dizer quanto foi, agora, seria prematuro, até porque nós estamos no meio do trimestre”, acrescentou.

Há quem ache a queda exagerada. Para o analista da Mirae Asset Pedro Galdi, Galdi, as perdas devem ser temporárias. No caso da Vale, ele afirma que a empresa gasta US$ 30 para produzir minério de ferro e entregar na China, enquanto o preço da commodity continua no patamar dos US$ 90. 

“O preço pode até cair para US$ 80 que a Vale ainda terá margem confortável”, diz. “O que atinge mais a ação é a aversão ao risco generalizada, uma vez que os investidores estrangeiros saem primeiro das blue chips”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247