Cotado para Fazenda de Temer, Meirelles prega duro ajuste fiscal

"Teremos de endereçar com determinação a questão fundamental que é criar condições para reverter a trajetória preocupante de aumento da dívida pública, sinalizando a todos que o Estado brasileiro é solvente a médio e longo prazo", diz Henrique Meirelles, que tem sido apontado como um dos nomes cogitados por Michel Temer, caso o vice se torne presidente; "Isso passa pela racionalização de despesas e a implementação de reformas como a da Previdência, dentro de um caminho que sinalize à sociedade que há luz no final do túnel"

Henrique Meirelles
Henrique Meirelles (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Sempre citado nas bolsas de apostas como nome para a Fazenda, caso Michel Temer assuma o poder, Henrique Meirelles defende um duro ajuste fiscal na economia brasileira.

"Por trás do intenso debate, é necessário definir agenda mínima de ações para recuperar a confiança, estabilizar a economia no curto prazo e, a partir daí, atuar para que o país volte a crescer e a melhorar o padrão de vida da população", diz ele, em artigo publicado neste domingo.

"Há dois passos fundamentais nesse processo. O primeiro é a eliminação das incertezas sobre a solvência futura do Estado, condição necessária à restauração da confiança e, a partir dela, a retomada e o uso pleno da capacidade produtiva. Com isso, estarão dadas as bases para a retomada da atividade, gerando emprego, renda e demanda por crédito. O passo seguinte é criar condições estruturais ao aumento dos investimentos e da produtividade, tão abalados nos últimos anos. É essencial introduzir regras de investimento em infraestrutura, especialmente transporte e energia, baseadas na livre competição e na previsibilidade."

Segundo ele, "teremos de endereçar com determinação a questão fundamental que é criar condições para reverter a trajetória preocupante de aumento da dívida pública, sinalizando a todos que o Estado brasileiro é solvente a médio e longo prazo". Par Meirelles, "isso passa pela racionalização de despesas e a implementação de reformas como a da Previdência, dentro de um caminho que sinalize à sociedade que há luz no final do túnel."

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247